Sporos TI com Design

“An optimist may see a light where there is none, but why must the pessimist always run to blow it out?” - René Descartes

PHP – Breve Histórico e Características

PHP Hypertext Processor

PHP é uma linguagem para criação de sites Web dinâmicos, possibilitando uma interação com o usuário através de formulários, parâmetros da URL (Uniform Resource Locator) e links. A diferença de PHP com relação a linguagens semelhantes à Javascript é que o código PHP é executado no servidor, sendo enviado para o cliente apenas HTML puro. Desta maneira é possível interagir com bancos de dados e aplicações existentes no servidor, com a vantagem de não expor o código fonte para o cliente, o que é útil quando o programa lida com senhas ou outro tipo de informação confidencial. No PHP, diferentemente de um script CGI escrito em C ou Perl, o código PHP fica embutido no próprio HTML.

Uma de suas características mais importantes é o suporte a um grande número de bancos de dados, como dBase, Interbase, mSQL, MySQL, Oracle, Sybase e outros.

Histórico

PHP, que originalmente significava Personal Home Page, foi inicialmente escrita por Rasmus Lerdorf como um conjunto simples de scripts Perl para identificar usuários de páginas Web e manter o seu currículo online. Algum tempo depois ele a reescreveu como uma scripting engine (programa que executa no servidor interpretando scripts PHP e gerando páginas HTML) e adicionou também suporte para formulários, assim formando o PHP/FI. O FI significa form interpreter, ou interpretador de forms.

Com o crescimento da popularidade do PHP, um grupo centralizado de desenvolvedores criou uma API para ele transformando-o no PHP3. Para melhorar a sua performance o parser de scripts foi completamente reescrito, criando o PHP4, muito mais veloz do que o PHP3. Esta versão passou a incluir suporte a gerenciamento de sessões, uma característica antes presente apenas no ASP, que é sessão, são variáveis disponíveis para todas as páginas visitadas por uma certa pessoa durante uma sessão de acesso a um site. As variáveis de sessão permitem gerenciar dados na mesma forma que uma memória local na execução de uma aplicação tradicional. A versão 4 do PHP também suporta expressões regulares, conectividade via Java e com os mais diversos protocolos como LDAP, SNMP, IMAP, COM (Windows).

Recentemente, reformulações no tratamento de objetos, principalmente na gerência de questões como herança, encapsulamento e integridade, levaram o parser do PHP à versão 5.0.

Atualmente, PHP significa PHP Hypertext Processor e é uma tecnologia muito popular para desenvolvimento de aplicações Web. Estima-se em mais de um milhão, o número de sites que já adotaram esta tecnologia.

Características

PHP possui uma execução bastante rápida, além de exigir poucos recursos do sistema, especialmente quando executado sob UNIXs como um módulo do servidor Apache. Durante seu desenvolvimento ele foi implementado de forma a ser um leve invólucro em volta de muitas chamadas dos sistema operacional.

Além de veloz ele também é muito estável, pois utiliza seu próprio sistema de gerenciamento de recursos e possui um método eficiente para manipular variáveis.

Quanto a segurança, PHP fornece vários níveis que podem ser ajustados através de um arquivo .ini para o padrão desejado. Devido a sua grande semelhança com a linguagem C, PHP torna-se muito simples para programadores com experiências anteriores nesta linguagem, ou em Java/JavaScript, possibilitando que eles se adaptem rapidamente.

PHP consiste de um parser central, um conjunto de módulos de código centrais e um conjunto de extensões de código. Com isto, os programadores podem extender o PHP para realizar algum processamento especial de duas formas: ou pela escrita de um módulo de extensão e compilá-lo dentro de um executável, ou pela criação de um executável que pode ser carregado utilizando o mecanismo de carregamento dinâmico do PHP.

Utilizando-se a mesma base de código, PHP pode ser compilada e montada em aproximadamente 25 plataformas, incluindo muitos UNIXs, Windows (95/98/NT/2000) e Macs. E pode ser carregado nos seguintes servidores HTTP: Apache, IIS, AOLServer, Roxen e THTTPD (alternativamente, ele pode ser executado como um módulo CGI.

Por se tratar de um produto de código fonte aberto, muitos dos textit{bugs} que surgem são corrigidos rapidamente pela grande comunidade que dá suporte e desenvolve a linguagem.

Algumas características do PHP, entretanto, ainda não estão tão bem aperfeiçoadas. O mecanismo para tratamento de erros ainda não é tão sofisticado como em outras linguagens, e falta um bom depurador (um programa especial utilizado para encontrar erros [bugs] em outros programas). Um depurador permite que um programador pare um programa em qualquer ponto e examine e altere os valores das variáveis.

Activity

No comments, leave your comment or trackback.

Leave a Reply


Search

The archives run deep. Feel free to search older content using topic keywords.